Crônicas de Eorzea – Capítulos II e III

Crônicas de Eorzea

A história de Alucard del Seph & Rave a’ns Rafa

Pablo Marques (Gabuga)

Crônicas de Eorzea – A história de Alucard del Seph & Rave a’ns Rafa é uma série romanceada de autoria de Pablo Marques baseado em suas jogatinas no MMO da Square Enix, Final Fantasy XIV.

Sumário

Início e Capítulo I

£ Capítulo II £

Mais um dia, Rave está radiante, depois de uma batalha difícil, conseguimos matar a criatura que destruía as plantações em South Shroud. Bem, na verdade Rave matou, eu fiquei, como de costume, dando apoio a ela com magias de cura. O monstro nos rendeu uma boa quantia de gil e a refeição de hoje a noite foi farta, porém não consegui comer muito. Rave está conversando animada com uma maga, aproveito e peço licença e me retiro. Vou ao meu quarto na pousada que é pequeno e mobiliado de modo espartano, mas limpo.

Volto às minhas leituras, buscando um meio de ser mais efetivo nos combates, estudei várias formas de luta e acredito que meu caminho seja o da magia, dentre as artes mágicas que analisei, me parece que o arcanismo é a que melhor se encaixa no que busco. Os arcanistas além de provocar danos direto aos inimigos via magia também lançam maldições que envenenam e enfraquecem os adversários, fora isso, eles podem ainda convocar um familiar, que são entidades que desempenham várias ações no combate. Entretanto, o que me chamou atenção nesta arte é que seus praticantes possuem técnicas básicas de cura e ressurreição, o que já se mostrou muito útil com a Rave. Sim, devo confessar que essas habilidades são úteis e já salvaram Rave inúmeras vezes  pois ela se atira nos combates de forma insana.

Alucard e Rave em um raro momento de descanso.

Sim! Acredito que o arcanismo será onde me encontrarei, porém, mudar de arte mística não é algo assim tão fácil, preciso conhecer mais destas artes e evoluir nelas, na posição que me encontro as únicas opções para que isso aconteça são meus estudos e a guilda dos conjuradores. Além do mais a guilda dos arcanistas fica em Limsa Lominsa, uma outra cidade estado, e só pessoas com autorização especial podem utilizar o serviço de ariship para viajar até lá.

Aproveito que Rave vai fazer uma viagem e vou cuidar das tarefas da guilda dos conjuradores. Lá, E-Sumi-Yan meu instrutor me diz que gostaria que eu aprendesse sobre o elemento ar. Para isso ele me pede que viaje para Fullflower e atenda aos pedidos do mestre Wulfiue um arcanista poderoso. Sigo até  Fullflower e encontro o mestre Wulfiue, ele me instruiu a exterminar um enxame de abelhas. Embora não veja a relevância da tarefa não tenho muitas outra opções a não ser executá-la. Dirijo-me ao leste do cais Sweetbloom e investigo a área, logo vejo um enxame incomum sobrevoando. Sem nenhum aviso ele me ataca, uso protect para melhorar minha defesas e as enfrento com minhas parcas magias de ataque.

Após uma luta sem graça eu derroto o enxame e retorno para Hearing Wulfiue, ele me explica que a presença das abelhas foi o resultado de uma perturbação nas correntes naturais de ar. Volto ao cais de Sweetbloom, e numa análise mais minuciosa localizei a fonte do distúrbio, utilizo um encanto de conjuração simples e elimino o bolsão de ar corrompido. Volto a para Fullflower e comunico o feito a mestre Wulfiue. Contente com o resultado, mestre Wulfiue, como recompensa, me ensina as peculiaridades do elemento de ar.

Pôr do sol no cais.

Retomo meu caminho a Grindania, volto para a guilda dos conjuradores e informo E-Sumi-Yan do meu progresso, ele agradece o fato de ter aprendido a ouvir a voz do vento. Nesse momento, fomos  interrompidos por uma  jovem conjuradora, chamada Sylphie. Ela fala aos gritos com  E-Sumi-Yan que não tem vontade de aprofundar sua compreensão da natureza, e se recusa a prestar atenção em suas lições, achando tudo muito superficial e inútil, diz que sua alma não pertence a conjuração, em ato contínuo, ela vira e sai violentamente. Eu permaneço em silêncio mas no fundo não posso negar que me identifico com ela, e assim como se fosse o último sopro que faltava para apagar uma vela, eu tomo uma decisão, essa foi minha última tarefa na guilda dos conjuradores.

£ Capítulo III £

Encontro-me com Rave na taverna ela conta que pegou um trabalho em uma fazenda de Chocobos e que devemos nos apressar para ir pra lá, a fazenda fica parte nordeste de Central Shroud e enquanto caminhamos exponho minhas inquietações e falo de minha decisão que implica que ficarei um tempo separado dela, ela me apoia, como sempre faz, digo ainda que tenho que achar um jeito de conseguir um passe para a airship, mas cada coisa em seu tempo. Com a alma mais leve adentramos a fazenda e encontramos os responsáveis, eles nos relatam que alguma coisa está assustando os animais atrapalhando a produção de ovos e que também que tiveram alguns ovos roubados, levando em conta o quanto custa um ovo de Chocobo isso é um belo de um prejuízo.

Rave “investigando” a fazenda.

Conversamos com vários empregados e investigamos a área, aparentemente ninguém viu nada estranho. Perto dos estábulos encontramos algumas marcas, rastreando essas marcas chegamos a um local descampado. Um pequeno vale escondido do mundo por uma entrada em arco. No centro do vale algo me chama a atenção, existe um espada cravada na pedra, me recordo de uma cena familiar  como se já tivesse visto isso em algum lugar, porém não consigo me lembrar de onde. Sigo até a espada e tento tirar ela da pedra, nesse instante o mundo deixa de fazer sentido, tenho uma visão de um cristal gigante e uma voz fala em minha mente, algo sobre guerreiros da luz, vejo outras pessoas, uma figura maior, luminosa paira sobre todas as outras, a voz vem dela, fala sobre sonhos, esperança e luta, um combate se aproxima, possivelmente o maior que já existiu e somos escolhidos para defender a luz, todos convergem para o cristal, o mundo explode em um clarão.

Ao sair de meu transe, vejo o pavor nos olhos de Rave, rapidamente noto o porque, um Ent gigantesco, um ser parecido com uma árvore que anda, nos ataca. Rave combate ferozmente e eu a curo incessantemente e tento atacar, o combate segue, não há como fugir, o Ent não fraqueja, nossos ataques surtem pouco efeito, Rave está esgotada e minha mana já está no fim, estamos perdidos. Do fundo do vale surgem duas figura um Lalafell e uma Hyur, eles se juntam ao combate e com nossas forças unidas a maré começa a vira e com muito esforço o Ent é derrotado.

Retomamos o fôlego e pergunto aos recém chegados quem são. O Lalafell me diz que se chama Papalymo Totolymo e que a Hyur se Chama Yda Hext, eles contam que fazem parte de um grupo de aventureiros que investigam eventos misteriosos e que sentiram uma perturbação na força nessa área, não comento com eles da minha visão, nos despedimos e seguimos nossos caminhos.

Retornamos a fazenda e conversamos com os responsáveis, parece que o que estava assustando os chocobos era o Ent, mas, isso não explica os ovos desaparecendo. Como ninguém tem nenhuma informação, combino com Rave de montarmos guardas na fazenda a noite para ver se encontramos algo estranho. Já é alta madrugada e nada no fronte, tento manter as mãos aquecidas enquanto Rave cochila de leve, de repente  algo chama a atenção de meus instintos felinos, ao longe vejo um vulto branco flutuando e com ele dois volumes pesados que lembram ovos de chocobos, dou uma sacudida em Rave, que acorda brava, aponto para o vulto e seguimos em se encalço.

A figura se afasta rapidamente da fazenda, fazendo-nos acelerar o passo, falo para Rave continuar seguindo o vulto e salto para cima de um barranco, subo nas árvores e saltando de galho e galho de forma rápida ultrapasso a figura, de relance consigo ver que é um Moogle! Ora Moogles não são dados a roubo, há algo errado aqui. Espero ele chegar em um local apropriado e salto na sua frente bloqueando seu caminho, Rave chega logo mais com o arco em punho e com a flecha na corda.

O céu noturno me faz companhia em minha vigília.

Cercado ele se desespera e pede para deixar passar, diante da minha negativa ele implora, fala que é o moogle de confiança de Lady Kan-E-Senna que é uma Elder Seedseer Líder da Grand Companie de Grindania, a Order of the Twin Adder. Ele falou que ficou sabendo dos roubos e veio proteger os ovos da Chocobo premiada dela, me falou também que tirou os ovos do estábulo no momento que estavam para serem roubados e que os ladrões estão atrás dele. Argumento que não vi ninguém e ele retruca que ao notar a nossa presença eles se esconderam. Moogles não são conhecidos por mentir, mas, toda essa história está estranha, proponho a ele que se for verdade podemos fazer uma emboscada para apanhar os ladrões e acabar com isso de uma vez por todas.

Ele me pergunta como e conto meu plano para ele, vamos fingir que demos uma brecha e ele conseguiu fugir, porém, na verdade, eu o seguirei silenciosamente enquanto Rave o manterá sempre na mira, caso ele esteja armando ele morrerá, senão, quando ao ladrões atacarem os pegamos de surpresa e encerramos o caso. Para minha surpresa ele topa o plano. Assim como combinado ele foge e segue em disparada pela floresta, eu o sigo pelas árvores enquanto Rave o mantém na mira, após algumas centenas de metros, quando eu já estava achando que o Moogle era o verdadeiro ladrão e estava tentando me enrolar, quatro figuras saltam da floresta e o cercam, apontando armas e exigindo os ovos. A ação é rápida, Rave ataca os larápios enquanto eu protejo os ovos, os pego de surpresa, eles esboçam pouca resistência, os derrotamos e levamos os sobreviventes para a fazenda junto com os ovos, lá eles contam à guarda de Grindania onde o resto do bando estavam escondidos, isso pôs fim ao sumiço dos ovos.

Ao retornamos a Grindania a dona da taverna nos comunica que o chefe da Guarda da cidade que falar conosco, vamos ao encontro dele. Ao encontrá-lo ele nos diz que  Lady Kan-E-Senna quer demonstrar sua gratidão por ter salvo seus ovos e que nos dará uma recompensa à nossa escolha, vejo minha chance de conseguir um passe para a airship. Falo ao comandante que o que desejamos é que eu e Rave tenhamos passes para a airship por tempo indeterminado, pensativo ele concorda, porém diz que já que queremos viajar ele poderia nos usar de forma mais produtiva que um mero passeio, ele concederá os passes, porém temos que levar comunicado as Grand Companies de Limsa Lominsa e UL’da sobre uma festividade que vai ocorrer. Eu concordo, sabendo que assim é a vida de um aventureiro, até quando ganha algo o prêmio é transformado em trabalho.

Com o passe fico mais perto de meu objetivo, logo viajarei para a Limsa Lominsa e irei a guilda dos arcanista para mudar meu destino.

Limsa Lominsa em festa e eu perdido em pensamentos…

£ Continua £

Saiba Mais

* Site Oficial de Final Fantasy XIV, clique aqui.

Se você quer jogar, saiba que FF XIV é totalmente gratuito sem limite de tempo em sua versão trial. Não sendo necessário pagar jogo nem assinaturas, até o level 35 de todas as classes, ou seja, você pode upar todas as classes do seu personagem (9 classes de combate, 6 de manufatura e 3 de coleta) até o level 35, e ainda pode fazer o job de todas as classes quando chegar ao level 30 da classe. Se for colocar isso em tempo de jogo dá alguns meses de boa jogatina, após isso, caso queira continuar você pode comprar o jogo assim já ganhando 30 dias de assinatura e a partir dai continuar assinando, lembrando que você pode passar todo o seu progresso da versão trial para a versão paga;

* O canal Moogle’s Cave traz boas dicas pra quem esta começando, aqui;

Final Fantasy Dad of Light, essa é a série que fez eu me perguntar “e se”, e começar a jogar. Confira aqui;

* Finalmente, se você quer se juntar as aventuras de Alucard & Rave, nós jogamos no datacenter primal no server Famfrit.

Ajude o site a crescer, compartilhe este artigo. (:
  • Mysteron

    Nussa! Mais um trabalho de qualidade. Veremos se a ida a guilda dos arcanistas significa um novo começo ou apenas mais um passo ao seu destino. Mas ué? Nenhuma menção ao Chocobo que se sacrificou como ali na Taverna de hoje? hahahahaha… O tadinho nem se despediu antes de cair…

    • Gabuga

      A guilda dos arcanistas onde as coisas vão começar a se mesclar com a história principal…
      Quanto ao chocobo, ele esta um pouquinho (uns 40lv) mais a frente na historia XD.

      • Mysteron

        Cada vez mais me interessando nesse jogo. Fazer tanta coisa de graça é bem interessante. O que mata é saber que existe esse tanto de opção e eu sem tempo nenhum.